quarta-feira, 16 de junho de 2010

Falta de Ordem

Nos nossos dias temos visto que toda empresa ou instituição que se preze tem uma estrutura administrativa organizada divida de acordo com os graus de instrução e conhecimento dos seus funcionários, cada pessoa ocupa o cargo ou função que lhe é devido graças a sua competência e estudo. Sem essa filosofia qualquer organização iria inevitavelmente à falência, pois sem organização não é possível ter êxito em área alguma da vida. É impossível entrar no mercado de trabalho sem ter o mínimo de escolaridade e atingir um salário é algo que demanda estudo e esforço, abrir mão de algumas comodidades e ate de momentos com pessoas importantes, tudo para poder ter uma oportunidade no mercado de trabalho, que a cada dia se torna mais e mais competitivo.
E o que isso tem a ver com a igreja? Tenho observado e visto a falta de organização e preparo das pessoas que dirigem nossas igrejas, muitos reuniões são feitas de qualquer modo sem nenhuma ordem definida, sem lideres competentes, grupos de louvo sem a mínima instrução religiosa e musical para a função.
No livro de 1 Crônicas 15 lemos que Davi ao perceber o erro de tentar trazer a arca de Deus de forma indevida resolveu por ordem no ministério dos levitas. Primeiro instituiu que os levitas deveriam servia Deus e somente eles poderiam esta servindo a Deus de forma tão próxima, pois foi o Senhor quem instituiu isso.
Depois ordenou que os levitas se purificassem, pois eles estavam servindo a um Deus Puro e Santo e que merecia ser servido por servos santos e puros.
E por ultimo dividiu cada levita de acordo com a sua habilidade e competência. Veja que interessante esse trecho.
“1 cronicas 15 :19-22”

19 E os cantores, Hemã, Asafe e Etã, se faziam ouvir com címbalos de metal;
20 E Zacarias, Aziel, Semiramote, Jeiel, Uni, Eliabe, Maaséias, e Benaia, com alaúdes, sobre Alamote:
21 E Matitias, Elifeleu, Micnéias, Obede-Edom, Jeiel, e Azazias, com harpas, sobre Seminite, para sobressaírem.
22 E Quenanias, chefe dos levitas, tinha o encargo de dirigir o canto; ensinava-os a entoá-lo, porque era entendido.

Davi tinha a consciência que Deus é um deus de ordem e que merece ser servido por servos competentes em suas funções, se você ler com mais atenção o texto vai entender que ser levita não significa ser músico, o ser levita se estende por todas as funções exercidas no templo e na vida cristã, os porteiros do templo (1 Crônicas 15 :24- E Sebanias, Jeosafá, Netanel, Amasai, Zacarias, Benaia, e Eliezer, os sacerdotes, tocavam as trombetas perante a arca de Deus; e Obede-Edom e Jeías eram porteiros da arca), os faxineiros, presbíteros, técnicos de som, pastores, lideres e etc. Um músico não é mais importante que um porteiro ou faxineiro os dois são levitas e devem se santificar e servir a Deus com excelência.
Infelizmente não é essa a realidade que vemos nas igrejas, basta ir a uma igreja local e você vai ver essa realidade e se você fizer parte de um grupo de louvor ai é que você entendera o que falo.
Normalmente é assim:
Se você toca bem ou é muito bom em determinado instrumento você é posto automaticamente no louvor, não importa se você tem ou não vida com o Senhor o que importa é se você é fera no instrumento. Há um certo tempo me mudei de cidade e procurei um igreja pra servi, me apresentei ao responsável pelo louvor e disse que tocava flauta imediatamente fui colocada para tocar, não ligaram pra o meu pastor nem tentaram saber quem eu era, se eu era pelo menos crente de verdade, a carência por músicos é tão grande nas igrejas que o caráter cristão de um musico não é mais tão importante assim.
Por experiência própria posso dizer que vale mais um grupo de levitas, servos e crentes dedicados ao Senhor duque cem dos melhores músicos do mundo. É incrível como não flui, o louvor simplesmente não flui, a música sai boa, bem ensaiada mais só e isso música que não passa do teto.
A ordem na casa e Deus é algo muito importante, nosso modo de se vestir (1 Crônica 15:26-27 26 E sucedeu que, ajudando Deus os levitas que levavam a arca da aliança do SENHOR, sacrificaram sete novilhos e sete carneiros.
27 E Davi ia vestido de um manto de linho fino, como também todos os levitas que levavam a arca, e os cantores, e Quenanias, mestre dos cantores; também Davi levava sobre si um éfode de linho), de falar, nossa determinação em se capacitar para o serviço, cara eu já vi cada pastor de meia tigela pregando, trocando historia e nomes, músicos mau preparados, coisa triste de se ver.
Eu não sou o melhor músico que conheço mais sei ficar dentro dos meus limites, sei guando devo tocar e devo ficar no banco, conheço muitos levitas e músicos bons, e sei me rebaixar a sua autoridade sobre mim como lideres e músicos.
A ordem tem que ser mantida, os lideres tem que se capacitarem, os pastores tem que exerce sua autoridade por que se não a igreja vira uma bagunça, tudo de pernas pro ar, o espiritual jamais deve ficar abaixo da técnica, a terra não é maior duque o céu, portanto precisamos buscar essa capacitação espiritual e secundariamente a técnica, juntar os dois e servir a Deus com excelência.

Um comentário:

  1. Isso mesmo, Lucas!
    Vc tocou num ponto chave na igreja dos nossos dias: a quase que rivalidade entre a técnica e a espiritualidade.
    Como vc mesmo mostra, vivemos nos extremos. Ou temos igrejas com excelentes músicos, mas sem compromisso ou vida com Deus, ou temos igrejas com músicos sinceros, mas totalmente despreparados musicalmente falando.
    Por isso, acho que nosso desafio se resume no Sl 33.3: "Tocai com arte e com júbilo". É simples e é biblíco - devemos ser músicos tão habilidosos quanto piedosos.
    Continue assim sempre, servo!

    ResponderExcluir

Loading...