quarta-feira, 27 de maio de 2009

Os instrumentos na Bíblia

















Os instrumentos musicais têm acompanhado a humanidade desde os tempos antigos.
Os instrumentos musicais têm acompanhado a humanidade desde os tempos antigos. O primeiro relato bíblico confirmando isto encontra-se no livro de Gênesis 4.21: "O nome de seu irmão era Jubal; este foi o pai de todos que tocam harpa e flauta". Baseado neste verso, acreditamos que Jubal, o sexto descendente de Caim, foi o criador da música instrumental...
Os Instrumentos Musicais na Bíblia
SALTÉRIO - Instrumento de cordas para acompanhar a voz (Salmo 33.2; 144.9). Era uma espécie de alaúde, semelhante à viola, mas de forma triangular ou trapezoidal;
CÍMBALOS - Instrumentos de percussão formados por dois pratos;
ALAÚDE - Instrumento de corda, semelhante à viola. É a tradução da vulgar palavra hebraica nebel. Nebel é a maior parte das vezes traduzido pelo termo saltério. As cordas eram tocadas com os dedos (Isaías 5.12; 14.11; Amós 5.23; 6.5);
TAMBORINS - Pequenos tambores. Ainda hoje as mulheres do Oriente dançam ao som do tamborim. (ver: Êxodo 15.20; 2 Samuel 6.5; Jó 21.12);
HARPA - É o mais antigo instrumento musical que se conhece, existindo já antes do dilúvio (Gênesis 4.1). A palavra hebraica kinnor, que se acha traduzida por harpa, significa provavelmente a lira. Os hebreus faziam uso dela, não só para as suas devoções, mas também nos seus passatempos. Nas suas primitivas formas parece ter sido feita de osso e da concha de tartaruga. Que a harpa era um instrumento leve na sua construção, claramente se vê no fato de ter Davi dançado enquanto tocava, assim como também fizeram os levitas (1 Samuel 16.23; e 18.10). Não era usada em ocasiões de tristeza (Jó 30.31; Salmo 137.2).
Instrumentos menos comuns
GAITA DE FOLES - Daniel 3.5, 15
PÍFARO - Jó 21.12; Daniel 3.5
BUZINA - Jó 21.12; 30.31
TROMBETAS - Números 10.9,10; 2Cr 5.12; Isaías 27.13
CÍTARA - Daniel 3.5
PANDEIRO - 2 Samuel 6.5
TAMBOR - Gênesis 31.27; 1 Samuel 10.5
Técnica Musical é bem vista na Bíblia
1 - Cantar harmoniosamente (Salmo 47.7): " Deus é o rei de toda a terra; salmodiai com harmonioso cântico."
2 - Pessoas que tocam bem são sempre prioridade, primeiros da lista (1 Samuel 17.18): "Disse Saul aos seus servos: Buscai-me, pois, um homem que saiba tocar bem e trazei-mo. Então, respondeu um dos moços e disse: Conheço um filho de Jessé, o belemita, que sabe tocar e é forte e valente, homem de guerra, sisudo em palavras e de boa aparência; e o Senhor é com ele".
3 - Haviam pessoas treinadas em música (I Crônicas 15.22: "Quenanias, chefe dos levitas músicos, tinha o encargo de dirigir o canto, porque era entendido nisso".
4 - Tocar bem ao Senhor (Salmo 33.3): "Cantai-lhe um cântico novo; tocai bem e com júbilo"; na edição Almeida diz: "Entoai-lhe novo cântico, tangei com arte e com júbilo".
Um abração em Cristo Jesus,Ramon Tessmann

terça-feira, 19 de maio de 2009

FLAUTA MINHA PAIXÃO
















A flauta é um dos instrumentos musicais mais antigos da história, e mesmo assim continua em alta no cenário musical. Com um som melodioso, de timbre suave e doce, continua com força na música.Tal instrumento é um aerofone da famí­lia das madeiras. Atualmente as flautas passaram a ser fabricadas em prata ou metal, mas isso não faz com que as flautas de madeira tenham sido deixadas de lado. Existem ainda orquestras que utilizam essas flautas.
É um instrumento musical de som melodioso, de timbre suave e doce. Mas nem por toda essa suavidade, só é usada em música clássica. É possí­vel encontrar flautas em diversos estilos de músicas. Já se foi o tempo em que instrumentos clássicos só apareciam em composições clássicas.A flauta é formada por três peças principais: o bocal, o corpo e o pé. Essas são as três principais peças em qualquer modelo.São instrumentos bastante frágeis, por isso seu manuseio deve ser feito de modo bastante cauteloso. Deve ser limpa e estar em dia com as manutenções necessárias, como troca de peças.As flautas, e suas variações de modelos, devem ser sempre de boa qualidade. Existem empresas que são especialistas na fabricação de instrumentos musicais por isso, prefira sempre essas marcas na hora de comprar uma.
A fragilidade do instrumento exigirá cuidados com sua limpeza, manuseio e com os acessórios que com ela poderão ser usados. O lugar para guardá-la deve ser arejado, não muito quente nem úmido, e deve ser guardada corretamente.Ao montar e desmontar, faça uma limpeza nas peças, assim elas estarão sempre limpas, sem prejudicar o som do instrumento.Com todos os tipos de flautas, com os cuidados a serem tomados, é preciso que o interessado no instrumento esteja muito mais do que querendo apenas tocá-la. É preciso bastante cuidado, assim ela irá ter o melhor aproveitamento possí­vel.A flauta é um instrumento leve, que deve ser tratado da mesma maneira, com delicadeza e cuidados.




video

sexta-feira, 15 de maio de 2009

MANGA(GIBE)EVANGÉLICO







1,5 Milhão De Exemplares

Com apenas três livros da série completos, já foram impressos 1,5 milhão de exemplares no mundo todo. O primeiro volume, Mangá Messias, já foi traduzido para 20 idiomas.
Marketing e distribuição
A NEXT Corporation está à procura de parceiros inovadores e ousados no mundo todo, que tenham o mesmo sonho de ver o projeto da Bíblia em mangá levando esperança a uma geração perdida, a um mundo sem Cristo.
Sobre O Projeto Next
Origens
A NEXT Inc., uma empresa sem fins lucrativos, foi fundada em 2006 com o objetivo de produzir e distribuir material impresso no estilo mangá, inspirado na Bíblia.
A NEXT recebe o apoio de um grupo dedicado de profissionais, com muitos anos de experiência nos mercados editorial e gráfico do Japão e de outros países da Ásia.
Incentivada pelo enorme potencial do estilo mangá como ferramenta para a evangelização, a NEXT iniciou a produção da Bíblia no estilo mangá, fiel aos textos antigos.
Atualidades
Com uma equipe talentosa de desenhistas, escritores e profissionais do mercado de mangá, a NEXT já finalizou o Manga Messiah (que já foi publicado no Brasil, por Edições Vida Nova, sob o título de Mangá Messias). Este é o primeiro de uma série de cinco livros que fazem parte do projeto de produzir a Bíblia no estilo mangá. Outros dois livros da série já estão em fase de produção.
Visão
A visão da NEXT é ver a mensagem e o poder do evangelho apresentados a jovens e adultos em uma linguagem e mídia estratégicas para os dias de hoje.


Testemunhos
“Minha filha recebeu o mangá Messias como um presente de Natal de sua Escola Dominical. Ela realmente gostei lê-lo e terminou em um dia. Minha esposa e eu estamos também tenciona lê-lo. Muito feliz de ver alguns mangá qualidade como esta e louvar os seus esforços.Mantenha-se um bom trabalho! “–
“Gostaria de ter conhecimento sobre o Mangá Messias contestar meses atrás. Eu sou um professor de Escola Dominical que os alunos são adolescentes e maioritariamente de asian fundo - eles adoram Manga. Se Deus quiser, pretendo usar o Mangá Messias tema e as actividades para as nossas próximas férias Bíblia Estudo programa no Verão de 2009 na minha igreja. “–
“Uau! É tão grande de ver tantos grupos popping-se em todo o mundo para fazer mangá Bíblias. Trata-se de repente se tornar perceptível no último ano ou assim e estou satisfeito por saber que eles estão vendendo tão bem em outros países, também. ^ _ ^ Estou especialmente satisfeito por ouvir sobre o seu grupo, porque é tanto sem fins lucrativos e no Japão. Meu nome é Kayla and I’m 17. Eu vivo em os E.U. foram assistir anime, mas desde que eu era muito pequeno (Speed Racer, Meu Vizinho Totoro, e assim por diante). Descobri manga na escola e adorava-la imediatamente.
Estou contente por ter aprendido sobre seu grupo e é o que você está fazendo. E estou feliz que alguém está fazendo um mangá Bíblia o caminho certo! Sua arte parece ótimo (você tem artistas japoneses, não é?). E pelo que vi parece-me realmente bem feito.De todos os recém libertada “manga Bíblias,” vocês definitivamente é o mais atraente que eu tenho visto. E não posso dizer isto resistir: o seu carácter Jesus é perfeito! Eu não posso explicar, mas ela só se encaixa. Congrats! Eu vou estar procurando por vocês, de vez em quando para ver o seu progresso. ^ _ ^ É encorajador ver grupos como o seu fazer a diferença.Atenciosamente, - Kayla E. “

quinta-feira, 14 de maio de 2009

QUEM É THIRD DAY




Third Day é uma banda cristã de rock formada em Marietta, na Georgia, EUA, durante os anos 90. O grupo foi formado pelo cantor Mac Powell e pelo guitarrista Mark Lee. O nome da banda (que em português significa "terceiro dia") é uma referência bíblica à ressurreição de Jesus Cristo, três dias após a sua crucificação.
Third Day foi a primeira banda a assinar pela Reunion Records em 1995, pela qual lançaram o seu primeiro álbum. Depois desse, a banda lançou ainda mais sete álbuns e um mini-álbum. A banda assinou pela Essential Records, marcando o lançamento de Southern Tracks. Os Third Day ganharam o Grammy Awards para Best Rock Gospel Album em 2003 e 2005, com os álbuns Come Together e Wire, respectivamente.

video

segunda-feira, 11 de maio de 2009

CTMDT grava seu segundo CD “Não haverá limites”







“Posso ver o Autor da Vida escrevendo a história de uma geração, levantando Seu exército para cumprir o desejo do Seu coração”, é com a essa frase que começa a gravação do novo CD do CTMDT. Com o nome de Não haverá limites, o projeto fala direto àqueles que amam ao Senhor e sonham em cumprir o seu chamado independente do lugar. A mesma música que dá nome a produção, composta pelos alunos Wesley Xavier, Saulo Alves, Priscila Silva, João Pedro Brito e a ex-aluna Marine de Almeida, ainda diz: “Não olharemos para trás, não retrocederemos mais. Vivemos em santidade por amor a Deus. Juntos levaremos Tua luz e levantaremos nossa voz. Juntos viveremos como Jesus e não haverá limites para nós”. Uma mensagem desafiadora a jovens que vivem numa sociedade imediatista e pouco preocupada em levar uma vida santa diante de Deus.
A gravação aconteceu na Igreja Batista Central, em Belo Horizonte, no dia 18 de outubro, para registrar 10 canções inéditas de autoria dos próprios alunos do curso de Louvor e Adoração. Não haverá limites é um CD que surpreende pelos arranjos, pelas letras, pela proposta e pelo comprometimento dos envolvidos na produção. As canções gravadas são resultado de jejuns, muitas orações e experiências reais com Deus, que geraram posturas firmes em cada participante. Uma das músicas, Para trás, Satanás, de autoria de Jônatas Sousa e interpretada por Roberta Gonçalves, é uma declaração de vitória diante das investidas do inimigo. Um trecho da canção diz: “as feridas que você me causou, as pedras que em mim atirou, os sonhos que você me roubou, o Senhor restaurou tudo em mim. Meu futuro você não vai destruir”. Com o som pesado dos instrumentos, a voz forte e a interpretação marcante de Roberta, a música se tornou um brado cantado por todo público.
Mas Não haverá limites não para por aí. Este também é um CD de encorajamento. Eu irei, composta por Jemima dos Reis diz: “São muitas as vezes que penso em desistir e o meu passado insiste em me seguir. Eu olho para Ti e me lembro: Tu és fiel. Me escolheste e um plano tem para mim. Eu prossigo para o alvo, meu passado já não me importa mais. Celebrando o Teu chamado viverei a Tua vontade, Pai”. A bela música ganhou corpo com a voz doce de Ana Paula Nóbrega e a guitarra pesada de Jarley Brandão, que somada aos arranjos, se tornou uma canção bastante envolvente.
“Foi surpreendente, mais do que eu imaginava. As canções são muito poderosas e as mensagens muito vivas”, afirma o vice-diretor da escola, Clay Peterson. “Me marcou muito a última música, que fala do grande exército. Eu vi a mobilização de todos na frente do palco fazendo coreografias, como uma onda. Isso foi espontâneo. Alguém começou e todos acompanharam, dando a impressão exatamente de um exército seguindo um comando”, completa. A música em questão se chama Um grande exército, cantada por Israel Freire e composta pelas alunas Priscila Silva, Letícia Sousa e da professora Ana Paula Valadão, diz: “Somos um exército pronto para guerrear. Preparamos o caminho e removemos as pedras, declarando que em breve Ele vem. Que Tua glória encha a Terra, como as águas cobrem o mar. Você pode ouvir o som das muitas águas?”.
Mas não só as letras e as vozes dos solistas e do back composto por João Pedro de Brito, Carlos de Abreu, Priscyla Carvalho, Kaore Moraes, Letícia de Souza e Flavianne Mara, que impressionam. A ministração dos integrantes da banda também merece destaque. Jarley Brandão, na guitarra e violão, Jônatas de Andrade no contrabaixo, Ismael Schafer na bateria e Giovanini Júnior nos teclados, demonstraram que não é apenas o líder de louvor que tem a responsabilidade de ministrar. Com seus instrumentos e suas vidas, cada um ajudou a compor o belo quadro formado pelos alunos para a segunda gravação do Centro de Treinamento Ministerial Diante do Trono.
Agora é só esperar o lançamento em breve para conferir.

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Gravação do Novo CD de Fernandinho




Fernandinho e Uma Nova História

Às 19 horas dos dias nove e dez de março de 2009, Fernandinho, um dos principais ministros de louvor e adoração jovem do Brasil, gravará seu mais novo trabalho no CD intitulado “Uma Nova História”.
A gravação acontecerá no Templo da 2ª Igreja Batista de Campos Rua Conselheiro José Fernandes, 198, Centro, na cidade de Campos dos Goytacazes no estado de Rio de Janeiro. A boa notícia para muitos fiéis que curtem o louvor forte de Fernandinho é que a entrada será franca. Fernandinho é membro da Igreja Batista de Campos do Goytacazes, é casado com Paula e têm três filhos: Asafe, Abner e Mariah. Seu segundo cd Faz Chover (2004) literalmente inundou o país com milhares de cópias vendidas e a canção Faz Chover tem sido cantada por todo o Brasil praticamente em todas as igrejas.
Fernandinho A discografia do ministro inclui trabalhos aclamados pela crítica e pelo público cristão. O CD Sede de Justiça (2007), último de Fernandinho, foi considerado por lojistas e consumidores o melhor já produzido pelo cantor. Alcançou o Disco de Ouro em 2007 e o Disco de Platina em 2008 pela SONY DADC. Fernandinho ficou mais de 2 anos sem gravar, seu trabalho mais recente foi o lançamento do Clip Faz Chover (2008) que pode ser conferido nas páginas do youtube. O novo CD chega em breve às loja. A distribuição corre por conta da Gravadora Onimusic, que atua desde 2004 e atualmente têm vários ministérios que a ela confiaram seus produtos, dentre eles: Fernandinho, Pr Judson de Oliveira, Christie Tristão, Juliano Son e Deigma Marques.


Les Paul Em 1939, um guitarrista chamado Lester William Polfus, conhecido popularmente por Les Paul, contruiu um protótipo de guitarra. Quando ele levou este protótipo à Gibson no começo da década de 40, como muitos outros inventores de sua época, foi ridicularizado, chamado de algo como "o garoto com o pedaço de madeira com captadores". Porém, por volta de 10 anos depois, no começo dos anos 50, quando a Fender começou a produzir em massa guitarras de corpo sólido (que até então não existiam, as guitarra eram acústicas ou semi-acústicas), a Broadcaster desenhada por Leo Fender, a história mudou. A Gibson entrou em contato com Les Paul, e em 1952 começou a produzir a guitarra desenhada por ele e ridicularizada pela Gibson 10 anos atrás. Essas primeiras guitarras tinham a pintura em dourado e por isso eram chamadas de Gibson Les Paul GOLD TOP. Aí então, a mais famosa, popularmente conhecida e de melhor qualidade é a Les Paul produzida pela Gibson. Existem outros fabricantes como a Epiphone, pertencente à própria Gibson, que no caso da Les Paul produz instrumentos de custo mais baixo. Como a Epiphone temos Les Pauls Ibanez, GTX, Encore, Gianini, Finch, etc... Aqui vamos falar sobre a Les Paul da Gibson e algumas produzidas por Lutiers, relacionadas ao Slash. É uma guitarra bastante luxuosa em termos de detalhes e de construção rebuscada, é mais luxuosa do que outro mito da guitarra a Fender Stratocaster, o que de forma nenhuma desmerece esta outra pois é um outro instrumento, e que tem seu som particular, sua alma. Existem vários modelos de Les Paul da Gibson, a Les Paul Custom, a Standard, a De Luxe, a Classic, a Studio, a Lite, a Junior, e também as guitarras de assinatura, como a Les Paul Slash, a Joe Perry, a Gary Moore, etc. Existem também as Custom Shop, que são guitarras especiais produzidas conforme o gosto do comprador e as Historic Collection que são guitarras produzidas no molde de guitarras antigas como as Les Pauls Standard de 1959, que são as Les Pauls mais valorizadas do mundo que chegam a ser vendidas por mais de US$ 100.000,00. O Slash possui umas 3 Les Pauls Standard de 1959 (aliás, uma delas é 1958, o que não faz muita diferença, pois as guitarras mais valorizadas são as produzidas no período que vai de 1958 a 1960) em sua coleção, sendo que uma delas, com acabamento em Tobaco sunburst (aparece no clipe de November Rain), pertenceu ao Joe Perry do Aerosmith(Slash a devolveu a Joe Perry em seu aniversário de 50 anos)Para simplificar e tornar mais objetivo o texto, vou me ater aos 2 modelos principais que são básicos, a Les Paul Custom e a Standard. Estes dois intrumentos se diferenciam por detalhes de acabamento e de construção. As Les Pauls mais usadas, mais famosas, o que inclui estes dois modelos, tem o corpo feito com a parte de trás em mogno e o tampo, a parte da frente em maple. O braço é feito de mogno também. A Custom tem mais detalhes de acabamento, é uma guitarra mais luxuosa. Com relação à construção, usa a escala do braço em Ébano, tem um som tendendo mais para o grave enquanto a Les Paul Standard com escala do braço em Rosewood ( nosso Jacarandá ) tem um som mais "rasgado" com mais agudo. Apesar de ser um som encorpado, mais grave do que o de uma stratocaster, ele tem "ataque" no agudo também (ouça o timbre de guitarra usado em Reckless Life, tanto no riff da base como no solo, que você entenderá o que eu digo). Justamente a Les Paul Standard é a guitarra sinônimo de Slash, apesar de ele usar outros modelos de Les Pauls também, e mesmo outros modelos de guitarra. É um instrumento que tem um som potente, com muito "sustain"(você dá a nota ou acorde e ele demora a parar de soar, o som demora para "morrer"). Você pode perceber como ele usa o sustain das guitarras principalmente nos shows, onde ele toca uma nota e dá o efeito de "vibrato" com os dedos onde a guitarra fica soando, parando somente quando ele quer. Evidentemente naquela hora não é somente a guitarra, mas todo o equipamento que produz o som, mas uma das características da Les Paul é essa, o sustain. Ao mesmo tempo que a guitarra tem um som forte e rasgado, ela também pode produzir um som "aveludado", usando-se o captador localizado próximo ao braço, que você pode conferir na introdução de Sweet Child O´Mine, nos solos de Rocket Queem e November Rain. Outra característica do som da Les Paul é a produçâo de um som meio "nasal", muito legal e muito usado pelo Slash também. Você pode conferir isto nos solos de Welcome to the Jungle e Reckless Life. Se você quiser realmente ouvir e entender a Les Paul do Slash, sugiro que você assista a shows. Eu particularmente prefiro o som que ele usava antes do Use Your Illusion, que era um som mais limpo, menos distorcido, onde aparecia mais o timbre da guitarra. Eu recomendo o show do Ritz de 1988, do disco Apetite for Destruction. Ele toca nesse show com a Sweet Child O´Mine´s Les Paul, uma Les Paul que não é da Gibson (apesar de ter o nome Gibson em seu headstock), mas uma cópia da Gibson Les Paul de 1959 produzida por um lutier chamado Chris Derrig de Los Angeles, em 1986. Que ironia, a guitarra que protagonizou a "volta" da até então "meio esquecida" Gibson Les Paul ao cenário musical, e me fez apaixonar por Les Paul, não era uma Les Paul Gibson original, era uma cópia. Mas basta ouvir o seu som e também a sua incrível beleza para se apaixonar também. Apesar de não ser uma Gibson original, é uma guitarra de qualidade muito grande, feita à mão por alguém que conhecia muito de Les Pauls antigas, até por isso, mesmo que não pertencesse ao Slash, custaria muito mais que uma Les Paul Gibson original de linha. Acredito que a encomenda de uma guitarra desta não sai por menos de US$10.000,00. Ela usa captadores Seymour Duncan Alnico II "zebra" assim chamado porque é um captador duplo com um polo branco e o outro preto. Infelizmente ele não a usa mais em shows. Hoje ela fica na coleção particular dele de aproximadamente 50 guitarras, e só sai de lá se for para o estúdio. Numa entrevista ele diz que usava esta guitarra em shows somente no começo, na época em que ele não tinha outras guitarras. Evidentemente, os instrumentos que saem para uma turnê sofrem muito desgaste e estão sujeitos a acidentes. Bom, falei um pouco da história da guitarra. Opa, estava quase me esquecendo... não posso deixar de mencionar o amplificador Marshall onde a Les Paul está plugada, que evidentemente participa na construção do som. É um amplificador que também tem um som muito particular e faz parte desta combinação. Espero que minhas palavras tenham trazido algo de bom, talvez esclarecido alguma dúvida. Valeu!
Loading...